Brasileirão 2017 em números: equilibrado ou fraco?

leiaeopine Esporte

Por Gabriel Duque

Quase toda temporada, ao terminar o Campeonato Brasileiro, paramos para discutir a qualidade do futebol apresentado no que deveria ser o melhor torneio do país.

A pergunta sempre termina com as alternativas: foi equilibrado e competitivo com bons jogos, times e desempenhos ou foi fraco tecnicamente, muitas vezes chato e irritante com tantos erros.

Apesar de sua frieza, os números podem ajudar a desvendar o mistério.

Neste ano, tivemos o melhor lanterna, o que mostra o Brasileirão equilibrado, mas de nível aquém das expectativas.

Ainda houve o pior ganhador de um turno, o segundo pior vice-campeão dos pontos corridos e um campeão para lá de contestado.

Atlético-GO: o melhor lanterna

Apesar de rebaixado e de ficar na última colocação do Brasileirão, o Atlético-GO conseguiu o feito de se tornar o melhor lanterna da história dos pontos corridos. A contagem vale desde 2006 quando o torneio passou a ter 20 times.

O Dragão terminou com 36 pontos e superou o Ipatinga de 2008, que havia somado 35 pontos. A campanha do time goianiense teve apenas 12 pontos no turno inicial e a reação de 24 pontos no returno. Na média, a campanha ficou em 31% de aproveitamento.

Veja todos os lanternas:

2006 – Santa Cruz – 28 pontos
2007 – América-RN – 17 pontos – pior lanterna
2008 – Ipatinga – 35 pontos
2009 – Sport – 31 pontos
2010 – Grêmio Prudente – 28 pontos
2011 – Avaí – 31 pontos
2012 – Figueirense – 30 pontos
2013 – Náutico – 20 pontos
2014 – Criciúma – 32 pontos
2015 – Joinville – 31 pontos
2016 – América-MG – 28 pontos
2017 – Atlético-GO – 36 pontos – melhor lanterna

Campeã do segundo turno: Chapecoense

O título simbólico do returno ficou com a Chapecoense. Em 19 partidas, o time catarinense fez 32 pontos em 54 possíveis, com 9 vitórias, 5 empates e 5 derrotas. A equipe conquistou o Troféu João Saldanha de melhor campanha do 2° turno, ao vencer o Coritiba na última rodada e assim também se garantir na Libertadores de 2018.

O Vasco foi o 2° colocado do returno com a mesma pontuação da Chape. Palmeiras, Atlético-MG e São Paulo completaram o top 5, com 31 pontos cada. Campeão nacional neste ano, o Corinthians teve grande queda de rendimento no turno final e terminou em 12°, com 25 pontos.

Mesmo com o desempenho abaixo no returno, o Timão levou o Troféu Osmar Santos de campeão do primeiro turno, com 47 de 54 pontos e aproveitamento de 82,5%.

Palmeiras: segundo pior vice-campeão

Ninguém conseguiu perseguir o campeão Corinthians de verdade neste ano. O Palmeiras tentou ser uma ameaça, mas quando chegou a hora de pressionar o rival empatou com o Cruzeiro, perdeu do próprio Alvinegro e viu a diferença disparar.

Campeão em 2016, o Verdão teve que se contentar com o vice nesta temporada. Foram 63 pontos e aproveitamento de 55,26%, com 19 vitórias, 6 empates e 13 derrotas. Foi o segundo pior desempenho de um vice-campeão da história dos pontos corridos.

Apenas o Santos em 2007 teve rendimento mais fraco, com 62 pontos e 54,38% de aproveitamento.

Corinthians: campeão com um dos piores números

O Brasileirão de pontos corridos chegou este ano a 15 edições e, entre os campeões, o Corinthians de 2017 está entre os de pior de desempenho. É apenas o 11° colocado no ranking dos campeões, com 72 pontos e 63,15% de aproveitamento, acumulando 21 vitórias, 9 empates e 8 derrotas.

O clube paulista só fica à frente dele próprio na campanha de 2011, do Fluminense de 2010 e do Flamengo de 2009, dono do pior aproveitamento.

2003 – Cruzeiro – 100 pontos – 72% de aproveitamento (24 times)

2004 – Santos – 89 pontos – 64,5% de aproveitamento (24 times)

2005 – Corinthians – 81 pontos – 64,3% de aproveitamento (22 times)

2006 – São Paulo – 78 pontos – 68,4% de aproveitamento

2007 – São Paulo – 77 pontos – 67,5% de aproveitamento

2008 – São Paulo – 75 pontos – 65,8% de aproveitamento

2009 – Flamengo – 67 pontos – 58,8% de aproveitamento – pior campeão

2010 – Fluminense – 71 pontos – 62,3% de aproveitamento

2011 – Corinthians – 71 pontos – 62,3% de aproveitamento

2012 – Fluminense – 77 pontos – 67,5% de aproveitamento

2013 – Cruzeiro – 76 pontos – 66,7% de aproveitamento

2014 – Cruzeiro – 80 pontos – 70,2% de aproveitamento

2015 – Corinthians – 81 pontos – 71% de aproveitamento

2016 – Palmeiras – 80 pontos – 70,2% de aproveitamento

2017 – Corinthians – 72 pontos – 63,15% de aproveitamento

leiaeopineBrasileirão 2017 em números: equilibrado ou fraco?

Liga dos Campeões: Inglaterra quebra recorde e domina oitavas

leiaeopine Esporte

Por Gabriel Duque

Apesar de ter o campeonato nacional mais valioso da Europa, a Inglaterra acumulava desempenho aquém das expectativas nas últimas temporadas na Liga dos Campeões. No entanto, nesta edição, a terra da Rainha veio com força, passou invicto pela fase de grupos e colocou todos os seus times nas oitavas de final.

É um recorde! Nunca nenhum outro país avançou com 5 equipes entre as 16 melhores. O maior número de clubes da mesma nação tinha sido 4, mas também da Inglaterra na temporada 2013/14. Na ocasião, foram Chelsea, Manchester City, Manchester United e Arsenal.

Inglaterra lidera lista de ligas mais valiosas da Europa

Entre os países com as ligas mais caras do planeta, a Premier League acumula valor de mercado de 5,79 bilhões de euros. De acordo com o site especializado em transferências Transfermarkt, a Espanha vem em segundo avaliada em 3,72 bilhões de euros. A Itália fecha o top 3, com 3,16 bilhões de euros. A Alemanha é 4ª com 2,89 bilhões de euros e a França 5ª com 2,08 bilhões de euros

Desempenho inglês na Liga dos Campeões

Desde o último título inglês na temporada 2011/12 com o Chelsea ao vencer o Bayern de Munique na decisão, as equipes do país ficaram devendo na Liga dos Campeões. Foram 5 torneios disputados e nem sequer chegaram à decisão. Os melhores resultados aconteceram na semifinal com o City em 2015/16 e o Chelsea em 2013/14.

2012/13 – City e Chelsea caíram na fase de grupos e Arsenal e United nas oitavas

2013/14 – City e Arsenal caíram nas oitavas, United nas quartas e Chelsea na semi

2014/15 – Liverpool caiu na fase de grupos, City, Arsenal e Chelsea nas oitavas

2015/16 – United caiu na fase de grupos, Arsenal e Chelsea nas oitavas e City na semi

2016/17 – Tottenham caiu na 1ª fase, Arsenal e City nas oitavas e Leicester nas quartas

Desta vez, o United, com José Mourinho, avançou como líder do grupo A e apenas uma derrota. O Chelsea, de Antonio Conte, foi o segundo no grupo C e deve pegar pedreira na próxima fase (Veja potes do sorteio abaixo).

O Liverpool, com duas goleadas por 7 a 0, liderou o grupo E e volta ao mata-mata pela primeira vez desde a temporada 2008/09. O City, de Guardiola, conheceu sua única derrota na última rodada, mas foi o primeiro do grupo F.

Por fim, o Tottenham bateu o atual bicampeão Real Madrid, liderou o grupo H e retorna às oitavas – o time londrino estava fora desde 2010/11.

Inglaterra x domínio da Espanha na Liga dos Campeões

Com maior presença nas oitavas, os ingleses tentam colocar um fim ao domínio espanhol na Liga dos Campeões. Todas as últimas 4 edições foram vencidas pelos times do país, com 3 títulos do Real e 1 do Barcelona. Nas 10 disputas anteriores, são 6 canecos espanhóis e apenas 2 ingleses.

No total, na divisão de conquistas por países, a Fúria acumula 17 troféus, enquanto a Itália e a Inglaterra somam 12 cada.

Entre os clubes, o Liverpool é o 5° na lista geral, empatado com Bayern e Barcelona em número de títulos, mas com menos vices. Além disso, é o inglês mais vencedor, sendo campeão 5 vezes. O United comemorou a taça 3 vezes, o Nottingham Forrest, duas, e o Aston Villa e o Chelsea, uma cada.

Oitavas da Liga dos Campeões 2017/18 por países

Além dos 5 times ingleses, a fase com 16 equipes tem 3 espanhóis (Real Madrid, Barcelona e Sevilla), 2 italianos (Juventus e Roma), 1 francês (PSG), 1 alemão (Bayern de Munique), 1 português (Porto), 1 turco (Besiktas), 1 suíço (Basel) e 1 ucraniano (Shakhtar Donetsk).

Entre as ‘novidades’, Basel e Shakhtar voltam ao mata-mata após 2 edições – a última vez foi na temporada 2014/15. Já o Besiktas, dos brasileiros Adriano (ex-Barcelona) e Anderson Talisca e com os conhecidos Pepe, Quaresma e Negredo, fez história ao se classificar pela primeira vez.

Sorteio das oitavas da Liga dos Campeões

Para o sorteio das oitavas, além das posições nos potes, há só duas regras: não pode haver confronto entre clubes do mesmo país e nem entre times que estavam na mesma chave.

Pote 1 (primeiros colocados): Manchester United, Paris Saint-Germain, Roma, Barcelona, Liverpool, Manchester City, Besiktas e Tottenham

Pote 2 (segundos colocados): Basel, Bayern de Munique, Chelsea, Juventus, Sevilla, Shakhtar Donetsk, Porto e Real Madrid

Com as diretrizes e as classificações, o Chelsea só 3 possibilidades de enfrentamento, deve ter jogo duro e vai pegar Barcelona, PSG ou Besiktas.

A cerimônia com o sorteio do início do mata-mata da Liga dos Campeões será realizada na próxima segunda. O evento ocorre às 9h de Brasília, na sede da Uefa, na cidade suíça de Nyon.

 

leiaeopineLiga dos Campeões: Inglaterra quebra recorde e domina oitavas

E-commerce é novo curso na Etec Parque da Juventude

leiaeopine Cursos & Palestras

Localizada ao lado da estação Carandiru do metrô, na zona norte da cidade de São Paulo, a Etec Parque da Juventude está com inscrições abertas para os cursos de qualificação profissional.

Além dos já conhecidos Agentes do Brincar e Práticas em Mídias Sociais, agora a escola disponibiliza aos interessados o curso de Práticas em E-commerce.

Mais uma oportunidade de aprendizado, o curso é uma parceria com a ABRADi-SP (Associação Brasileira dos Agentes Digitais de São Paulo) e vai proporcionar ao aluno conhecimentos para serem aplicados em páginas de comércio eletrônico.

A turma piloto do curso de Práticas em E-commerce será criada no primeiro semestre de 2018 e para ingressar no grupo é preciso realizar a prova do processo seletivo.

Agentes do Brincar – Parceria entre o Centro Paula Souza e a IPA Brasil – Associação Brasileira pelo Direito de Brincar, o curso é voltado para pessoas que veem no ato de brincar como oportunidade de educação e interação.

Mídias Sociais – Campo com grande procura de profissionais, as mídias sociais são objeto de estudo na Etec Parque da Juventude desde 2013. As diversas turmas já formaram profissionais que atualmente estão no mercado de trabalho.

Os 3 cursos terão aulas aos sábados, das 8h às 13h, e duração de um semestre.

A prova do processo seletivo está marcada para acontecer no dia 3 de fevereiro de 2018, às 9h. As inscrições podem ser feitas até as 15h do dia 10 de janeiro. O valor da inscrição é R$ 30,00 e deve ser pago via depósito bancário:

Banco do Brasil

Agência: 6804-7

C/C: 2564-X

Associação e Pais e Mestres da Etec Parque da Juventude (APMETECPJ)

CNPJ: 09.061.921/0001-39

Para inscrições e mais informações, acesse o site ou ligue: (11) 2221-0098.

leiaeopineE-commerce é novo curso na Etec Parque da Juventude

Definidos os grupos da Copa do Mundo de 2018

leiaeopine Esporte

Por Gabriel Duque

Sede do governo russo, o Kremlim foi invadido pelo futebol 0ntem com o sorteio dos grupos para a Copa do Mundo de 2018. Definidas as oito chaves, já podemos simular os caminhos do Brasil e das seleções favoritas ao título. Agora até onde será que a equipe de Tite vai nessa caminhada?

O time verde-amarelo caiu no grupo E com Suíça, Costa Rica e Sérvia. Escapou das maiores preocupações que eram Espanha e Inglaterra e, no geral, parece uma chave com adversários medianos sem impor tantas dificuldades.

Suíça: estreia do Brasil, em 17 de junho, em Rostov (domingo – 15h)

Nas Eliminatórias, ficou em segundo lugar no seu grupo e só perdeu um jogo para Portugal. Na repescagem, sofreu para superar a Irlanda do Norte.

É a 8ª colocada no ranking da Fifa. Em 2014, caiu contra a Argentina nas oitavas.

Destaques: Xhaka e Shaqiri.

Contra o Brasil, são 3 vitórias canarinhas, 3 empates e 2 vitórias suíças. Último jogo foi amistoso em 2013, com Suíça 1 x 0 Brasil.

Em Copas do Mundo: Brasil 2 x 2 Suíça (1950).

Costa Rica: em 22 de junho, em São Petersburgo (sexta – 9h)

Foi segunda colocada nas Eliminatórias da Concacaf atrás apenas do México. Tem o goleiro do Real Madrid, Keylor Navas.

É a 26ª no ranking da Fifa. Em 2014, passou pelo grupo com Itália, Inglaterra e Uruguai, tirou a Grécia nas oitavas e caiu nas quartas para a Holanda nos pênaltis em sua melhor campanha.

Contra o Brasil, são 9 vitórias brasileiras e 1 costarriquenha. Último jogo foi um amistoso em 2015, com Brasil 1 x 0 Costa Rica.

Em Copas do Mundo: Brasil 1 x 0 Costa Rica (1990) e Brasil 5 x 2 Costa Rica (2002).

Sérvia: em 27 de junho, em Moscou  (quarta – 9h)

No grupo D das Eliminatórias, superou Irlanda e País de Gales e se classificou em primeiro, com seis vitórias, três empates e apenas uma derrota.

É a 37ª no ranking da Fifa. Em sua última participação, em 2010, caiu ainda na primeira fase após vencer a Alemanha, mas perdeu para Gana e Austrália.

Destaques: Ivanovic, Matic, Ljajic e Mitrovic.

Contra o Brasil, o único jogo como Sérvia após a separação da Iugoslávia foi em amistoso em 2014 com vitória brasileira por 1 a 0.

Em Copas do Mundo: (considerando a antiga Iugoslávia)
Brasil 1 x 2 Iugoslávia (1930), Brasil 2 x 0 Iugoslávia (1950), Brasil 1 x 1 Iugoslávia (1954) e Brasil 0 x 0 Iugoslávia (1974)

Caminho do Brasil a partir das oitavas

Lucas Figueiredo/CBF

Classificada em 1° lugar, a seleção de Neymar e companhia faz as oitavas em Samara, as quartas em Kazan e a semifinal em São Petersburgo. Já, se for a 2ª colocada, joga as oitavas em São Petersburgo, as quartas em Samara e a semifinal em Moscou.

Após a primeira fase, o grupo do Brasil irá se encontrar nas oitavas de final com a chave da Alemanha, carrasca em 2014 na fatídica goleada do 7 a 1. Ao confirmar o favoritismo, ambas avançam como líderes e não se cruzam, mas, se alguma delas tropeçar, o reencontro se torna possível.

Grupos da Copa de 2018: os campeões mundiais

Bicampeão mundial, o Uruguai caiu no grupo A da anfitriã Rússia, com Arábia Saudita e Egito. A chave poderia ter sido mais complicada para os donos da casa, porém, mesmo assim, a Celeste é favorita para avançar e o Egito, com jogadores de destaques na Europa, pode ganhar a segunda vaga.

O grupo B conta com o clássico ibérico entre Portugal, atual vencedor da Eurocopa, e a Espanha, campeã mundial em 2010. Marrocos e Irã fazem figuração.

A França tem adversários interessantes no grupo C para crescer na competição, com Austrália, Peru e Dinamarca. As duas últimas devem brigar pelo segundo posto.

Já a Argentina volta a pegar uma chave equilibrada no grupo D. Ainda assim, é favorita para a liderança. Os rivais são: Islândia, novata e grande sensação da última Euro; Croácia, repleta de destaques individuais como Modric, Rakitic e Perisic; e a Nigéria, de jovens valores como Iwobi, Iheanacho e o experiente Mikel. A Croácia surge com ligeira vantagem.

Dona do troféu após conquistar o título no Brasil, a Alemanha testa sua soberania no grupo F contra o México, do técnico Osorio, e a Suécia, que tirou a Itália e pode ter a volta de Ibrahimovic, brigando pela segunda vaga. A Coreia do Sul corre muito por fora.

No pote 2 e com perigo de cair numa chave forte, a Inglaterra se deu bem até ao entrar no grupo G da cabeça de chave Bélgica e sua talentosa geração. Completam a chave os figurantes Tunísia e Panamá.

Grupo H da Copa de 2018: o patinho feio

Sem nenhuma seleção campeã mundial, o grupo H saiu como um dos mais equilibrados, mas com pouca gente interessada em ver os jogos com Polônia, Senegal, Colômbia e Japão. Lewandowski e James Rodriguez devem liderar seus times, só que os rivais africano e asiático não devem ser desprezados.

Para quem não gostou do grupo, surgiu a brincadeira que uma chave com as não classificadas Itália, Holanda, Estados Unidos e Chile seria muito melhor.

Abertura e final da Copa do Mundo de 2018

A partida de abertura do Mundial será com o duelo entre Rússia e Arábia Saudita em 14 de junho, no estádio Luzhiniki, em Moscou. A finalíssima do torneio está programada para 15 de julho, no mesmo estádio.

Agora já podemos começar a montar o bolão da Copa e se preparar para colecionar as figurinhas do álbum.

leiaeopineDefinidos os grupos da Copa do Mundo de 2018

Com Peru, Copa na Rússia fecha os 32 classificados

leiaeopine Esporte

Por Gabriel Duque

A última seleção a carimbar o passaporte para a Copa de 2018 foi o Peru. Com a vitória sobre a Nova Zelândia por 2 a 0 na repescagem intercontinental, nesta madrugada, a equipe sul-americana voltará a disputar um Mundial após 36 anos. Sua última participação foi em 1982.

Com todos os 32 times definidos, o torneio na Rússia terá 14 europeus, 5 africanos, 5 asiáticos, 5 sul-americanos e 3 representantes das Américas Central e do Norte. O sorteio para conhecer os grupos da primeira fase será realizado em 1° de dezembro.

9 últimos classificados para a Copa na Rússia

Após a rodada de outubro das eliminatórias, 23 seleções já tinham conseguido se assegurar na Rússia. No entanto, ainda restavam 9 vagas. Nos últimos dias, o mistério foi desfeito, vimos as festas dos classificados no fim da disputa e a decepção dos eliminados. Vamos conhecer os últimos garantidos na Copa.

  • África:

Faltavam 3 seleções e voltam ao torneio: Senegal, Marrocos e Tunísia.

Senegal despachou a África do Sul pelo grupo D e retornará ao Mundial depois de 16 anos. Sua única presença anterior foi em 2002, quando eliminou a França na fase de grupos e avançou até as quartas de final.

Já o Marrocos venceu confronto direto contra a Costa do Marfim e eliminou a rival que esteve nas últimas Copas. Desde 1998 que Marrocos não ia para o Mundial. Na ocasião, a seleção caiu no grupo do Brasil, perdendo por 3 a 0 para o time de Ronaldo e Rivaldo e saiu na primeira fase.

Por fim, a Tunísia ficou no empate com a Líbia e garantiu seu retorno em 2018 após duas edições de ausência. Em 2006, caiu logo na fase inicial.

  • Repescagem intercontinental:

Além do Peru que parou o país para comemorar o feito de sua geração talentosa, a Austrália, representando a confederação asiática, superou Honduras, da Concacaf, por 3 a 1 e carimbou sua vaga.

Com o resultado, a seleção da terra dos cangurus chega à sua quarta Copa consecutiva, mas apenas em 2006, na Alemanha, avançou até as oitavas. Em 2010 e 2014, caiu ainda na fase de grupos.

  • Europa:

O continente europeu guardou o maior lamento das repescagens. A Itália está fora da Copa após 60 anos. O último Mundial sem a Azzurra foi em 1958. Com derrota para a Suécia no jogo de ida, o time italiano pressionou, mas não conseguiu marcar, ficou no 0 a 0 e verá o torneio pela televisão.

No ranking de participações em Copas, a Itália, com 18, agora foi ultrapassada pela Alemanha, com 19. O Brasil lidera a lista com 21. Para piorar, aos 39 anos, o grande goleiro Buffon anuncia sua saída da seleção nacional.

Do outro lado, a Suécia, cotada como azarão no duelo, comemora seu retorno depois das ausências em 2010 e 2014 e, quem sabe, até Ibrahimovic pode voltar da sua aposentadoria da seleção para jogar o torneio.

Em dois embates, não tiveram surpresas. A Croácia tirou a Grécia e irá para sua 5ª disputa de Copa em 6 participações possíveis desde a separação da Iugoslávia. A Suíça segurou empate com a Irlanda do Norte e emplaca seu 4° Mundial seguido.

No duelo mais equilibrado, a Dinamarca goleou a Irlanda fora de casa, com três gols de Eriksen, e volta ao torneio após não disputar em 2014.

Renovação nos classificados para a Copa na Rússia

Apesar de tantas equipes tradicionais terem se classificado para a Copa na Rússia, os participantes tiveram um número alto de renovações. Mais de um terço dos times são novidades, pois 12 seleções que vieram ao Brasil estarão fora.

Confira as equipes que não vão repetir a participação:

Equador, Chile, Holanda, Itália, Bósnia, Grécia, Estados Unidos, Honduras, Argélia, Gana, Costa do Marfim e Camarões

Veja as novidades na relação para a Copa da Rússia:

Peru, Islândia, Sérvia, Suécia, Polônia, Dinamarca, Panamá, Arábia Saudita, Tunísia, Marrocos, Senegal e Egito

Como fica o sorteio dos grupos do Mundial

Agora, a ansiedade dos classificados para a Rússia é pelo sorteio dos grupos. A Fifa já definiu os potes dividindo as 32 equipes baseado no ranking de seleções de outubro. O Brasil é um dos oito cabeça de chaves no pote 1.

Pote 1: Rússia, Alemanha, Brasil, Portugal, Argentina, Bélgica, Polônia e França

Pote 2: Espanha, Peru, Suíça, Inglaterra, Colômbia, México, Uruguai e Croácia

Pote 3: Dinamarca, Islândia, Costa Rica, Suécia, Tunísia, Egito, Senegal e Irã

Pote 4: Sérvia, Nigéria, Austrália, Japão, Marrocos, Panamá, Coreia do Sul e Arábia Saudita

Com isso, sabendo que o Brasil não pode pegar rivais sul-americanos do pote 2 e que o máximo de europeus por grupo é dois, podemos fazer projeções de grupos para o selecionado de Tite.

Podemos ter uma chave complicada com Brasil, Espanha, Suécia e Nigéria. Por outro lado, pode cair Brasil, Suíça, Irã e Panamá. Resta aguardar pelo sorteio rumo à Copa da Rússia.

leiaeopineCom Peru, Copa na Rússia fecha os 32 classificados